WordPress 5.5

O WordPress 5.5 foi lançado oficialmente. Esta é uma grande atualização repleta de novos recursos e melhorias.

O WordPress 5.5 não apenas vem com melhorias para o editor de blocos, mas também permite que você edite imagens embutidas, oferece uma visualização de conteúdo aprimorada e muito mais.

Para dar uma ideia do que isso significa para você, listamos os recursos e alterações mais importantes nesta postagem do blog.

Importante: não se esqueça de fazer um backup completo do WordPress antes de iniciar a atualização.

1. Melhorias no editor de blocos

Com o WordPress 5.0, fomos apresentados a um novo ambiente de edição baseado em blocos: o editor de blocos (também conhecido como Gutenberg).

Desde a introdução do Gutenberg, cada versão do WordPress vem com melhorias para este ambiente de edição e a versão 5.5 não é exceção.

Além de algumas mudanças perceptíveis na interface do usuário, esta versão nos apresenta os padrões de bloco e o novo diretório de bloco.

Os padrões de bloco são bastante úteis quando se trata de elementos mais rotineiros de suas páginas ou postagens. Esses padrões, que você pode encontrar ao adicionar um novo bloco, são blocos prontos com configurações comumente usadas.

Pense em dois botões próximos um do outro ou em um layout de coluna em sua página. Os padrões de bloco ajudam a configurar rapidamente o layout de uma página. E embora o número de padrões seja limitado agora, esse número provavelmente continuará crescendo nos próximos anos.

Novo diretório de blocos no WordPress 5.5

O novo diretório de blocos precisa de alguma explicação, pois é um recurso muito bom e que pode definitivamente aprimorar sua experiência de escrita.

Para simplificar, este diretório contém plug-ins do WordPress que podem adicionar novos blocos ao seu editor. E, no momento, você já pode encontrar muitos novos blocos disponíveis.

Uma maneira fácil de usar esse diretório é adicionando um novo bloco. Ao clicar em ‘adicionar bloco’, basta usar o campo de pesquisa e digitar um recurso ou tipo de bloco que deseja usar. Se não houver um bloco atual que corresponda a esta pesquisa, o editor mostrará outros resultados do diretório de blocos que podem corresponder à sua pesquisa.

2. Edite suas imagens em linha

As melhorias na edição de imagens no WordPress 5.5 é algo extraordinário.

O WordPress sempre deu muitas opções para editar suas imagens , mas esta versão torna possível fazer isso no próprio editor. O que significa que você não terá que abrir a imagem na biblioteca de mídia, você pode simplesmente girar, redimensionar, cortar (e assim por diante) a imagem exatamente onde estiver.

E você pode ver os efeitos disso imediatamente, em relação ao resto do seu conteúdo. Isso economiza tempo e melhora a experiência do usuário.

No entanto, isso pode não funcionar para todas as suas imagens (ainda), pois esse recurso se concentra principalmente no bloco de imagem padrão. Se você adicionar uma imagem dentro de outro bloco, você terá que editar essa imagem abrindo-a na biblioteca de mídia.

Imagens de carregamento lento

Também vale a pena mencionar que as imagens terão carregamento lento (Lazy Load) por padrão a partir de agora.

Isso significa que as imagens em sua página não serão todas carregadas ao mesmo tempo, mas quando entrarem no campo de visualização do usuário.

Isso economiza tempo no carregamento de sua página e nem é preciso dizer que deixará alguns visitantes muito felizes. Eles não terão que esperar tanto tempo para visualizar sua página.

3. Visualizações de conteúdo aprimoradas

Escrever um post ou página no editor de blocos dá a você uma boa ideia de como será a aparência desta página.

No entanto, a visualização do conteúdo é um ótimo recurso para ver com segurança seu conteúdo antes de publicá-lo (ou atualizá-lo).

E esta versão 5.5 do WordPress vem com visualizações adicionais, o que torna possível visualizar seu conteúdo em tamanhos de tela de desktop, tablet e celular.

Dessa forma, você pode garantir que seu conteúdo seja mais acessível e legível para todos que visitam seu site. Isso é definitivamente algo que você deseja ter, já que o tráfego para celular cresceu muito ao longo dos anos, tornando seu site amigável para celular mais importante do que nunca.

4. Atualizações automatizadas para plugins

O WordPress 5.5 dá um grande salto em direção à segurança ao introduzir atualizações automáticas para plugins e temas do WordPress.

Observe que, se isso for algo que você deseja usar, é necessário habilitar. Isso pode ser feito acessando o painel de administração, clicando em “Plugins” no menu e clicando em “Ativar atualizações automáticas” ao lado de cada plugin que você deseja que seja atualizado automaticamente:

WordPress 5.5

E você quer habilitar as atualizações automáticas para o seu tema? Basta clicar em “Aparência” no menu lateral, escolher “Temas” e clicar no link “Ativar atualizações automáticas” que pode ser encontrado sob o nome do seu tema.

Quando você estiver em dúvida se deve usar essa funcionalidade, lembre-se do seguinte: é uma boa prática testar novas versões de plugins em um ambiente seguro, como um site de teste, antes de usá-los em seu site ativo.

Mas, no mundo real, muitos administradores de sites não fazem (ou não podem) fazer isso. Em alguns desses casos, você pode decidir se é melhor manter seus plugins atualizados para evitar quaisquer problemas de segurança e evitar a perda de novos recursos, em vez do risco de uma atualização introduzir bugs ou falhas. Mas isso é algo que cada administrador precisará decidir caso a caso, para cada plugin.

5. Sitemaps XML padrão

Com esta versão 5.5, o WordPress gera seus próprios sitemaps XML.

Este é um arquivo que fornece instruções aos mecanismos de busca (como o Google) para todo o conteúdo do seu site. Isso os ajuda a descobrir e indexar suas páginas e postagens, o que é muito importante para o SEO.

No entanto, os Sitemaps XML do WordPress padrão são bastante limitados em recursos e funcionalidades. É por isso que os dois principais plugins de SEO (o All in One SEO e Yoast SEO) continuarão fornecendo seus próprios mapas de sites XML.

Se você já estiver usando um plugin SEO ou um plugin de sitemaps, não precisa fazer nada. Esses plugins desabilitarão automaticamente os sitemaps XML padrão do WordPress.

Talvez você goste de

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *